Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quinta-feira, 5 de março de 2009

Para aperfeiçoamento e estudo do professor

O meu professor ideal

Loek van Veldhüyzen e K. Vreugdenhil
APS - Centro nacional pelo Aperfeiçoamento das Escolas (Utrecht – Holanda)

Os professores ensinam todos os dias. Preparam aulas. Explicam o que tem de ser aprendido. Supervisionam os exercícios dos alunos. Checam os resultados. Aprendem a conviver com sua classe. Modelam e influenciam comportamentos, ensinando às crianças e aos jovens a consciência de seus deveres, formas de convívio social, valores e normas. 
Isso não acontece no vácuo. A educação se faz na escola, onde muitas outras coisas acontecem. Há reuniões de professores. Há o Plano Diretor para se levar em conta. Há o contato com pais.
Para executar a contento todas essa atividades, os professores devem possuir características muito especiais. Num perfil profissional, essas características são definidas numa certa ordem, permitindo que se construa uma imagem coerente da profissão.

Mas o ensino não pára de mudar e, com ele, muda a imagem do professor. Um perfil profissional é sempre o produto de um lugar e de um tempo determinados. Deveria ser revisto a cada cinco anos, aproximadamente. 
Um perfil profissional também volta-se, em certa medida, para o futuro. Inclui características que, embora ainda não sejam universais, serão exigidas daqui a alguns anos. Resumindo, o perfil profissional de um professor:

• consiste em grupos de características, descritos numa certa ordem; 
• está ligado a um lugar e a uma época;
• olha para o amanhã, mencionando características que podem ser exigidas num futuro próximo.

Este texto apresenta um perfil profissional de professor desenvolvido na Holanda. Seu formato original é bem mais complexo e foi elaborado a partir de pesquisa conduzida pela equipe do APS – Centro Nacional pelo Aperfeiçoamento das Escolas. Centenas de professores e de representantes de conselhos, sindicatos, autoridades locais e nacionais estiveram envolvidos na criação deste modelo. O perfil resultante, cujas linhas gerais vamos mostrar, não pode ser tomado como padrão para professores brasileiros, americanos, alemães ou japoneses, já que emerge da realidade holandesa. Ele pode, no entanto, inspirar qualquer escola, no Brasil ou em outro lugar do mundo, a construir o seu próprio perfil do professor.
Professores e diretores podem fazer isso, descrevendo o que consideram ser as características de um bom professor par a sua escola. Em um formato mais simples, essas características podem ser agrupadas em quatro dimensões: educativa, didática, organizacional e relativa a valores. Se a equipe escolar estiver de acordo quanto ao perfil que considera desejável par os seus docentes, esse tornar-se-á um poderoso instrumento a serviço do aperfeiçoamento profissional dos professores. Afinal, todos saberão que características são valorizadas e precisam ser desenvolvidas com o esforço individual e a formação continuada em serviço.

O perfil de docente ideal holandês que iremos mostrar em seguida apresenta características relativas às seguintes dimensões:

• professor enquanto profissional;(tópico separado)
• professor enquanto educador;(tópico separado)
• professor enquanto especialista em didática;(tópico separado)
• professor enquanto membro de uma equipe.(tópico separado)

Fonte
Este texto foi reproduzido da publicação “Pequenos Passos Rumo ao Êxito para Todos” da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo 

Nenhum comentário: