Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quinta-feira, 5 de março de 2009

PPROFESSOR COMO ESPECIALISTA EM DIDÁTICA


3. PROFESSOR COMO ESPECIALISTA EM DIDÁTICA

3.1 ADAPTA MATERIAIS E METODOLOGIAS


O professor trabalha com objetivos didáticos e pedagógicos, muitas vezes emprestados a uma concepção de educação. Para alcançar tais objetivos, geralmente usam “pacotes” de materiais didáticos ou de metodologias, dirigidos a um aluno médio abstrato. Cada professor tem a tarefa de adaptar esses métodos e materiais, de maneira que satisfaçam as necessidades dos seus alunos concretos. Para isso, os professores adaptam, complementam ou rearticulam os meios disponíveis, por meio de instruções orais, escritas, ou por meio de imagens.

Espera-se do professor que:

• conheça as necessidades dos seus alunos quanto a apoio e estímulo à aprendizagem;
• estabeleça a relação entre os objetivos didáticos a alcançar e os valores essenciais a que servem;
• ofereça instruções de apoio, oralmente ou por escrito, para os alunos que devem trabalhar com determinado material didático.

3.2 SELECIONA, UTILIZA E DESENVOLVE MÉTODOS DE ENSINO

O professos deve ser capaz de escolher, usar e eventualmente desenvolver métodos de ensino. Há dois componentes nessa tarefa. Primeiro, o docente dever ser capaz de trabalhar de forma independente com os métodos pedagógicos habituais, abrangendo os seguintes componentes: objetivos, conteúdo, recursos, modo operar, formas de prover acompanhamento, organização de ensino e avaliação. Segundo, também deve conhecer as diversas formas de se conceber um método pedagógico.

Espera-se do professor que:

• escolha objetivos pedagógicos e didáticos coerentes com a sua própria concepção de trabalho, com a identidade e o programa da escola;
• selecione os conteúdos segundo critérios como: avaliação crítica dos valores subjacentes, necessidades dos alunos, objetivos fixados, seu caráter ilustrativo em relação à área mais ampla da qual se originam, possibilidade de ser reconhecidos por diferentes etnias e, eventualmente, seu valor atual;
• escolha e maneje com eficácia as diferentes formas de trabalho e atividades didáticas;
• atue de modo preventivo, sinalizando, diagnosticando e remediando os casos de possível abandono da escola pelo aluno;
• assegure um bom manejo de classe;
• registre e avalie os processos de aprendizagem e de desenvolvimento dos alunos;
• conheça diferentes tipos de métodos pedagógicos (a sua elaboração e função), e os aplique; por exemplo: o trabalho concêntrico, o ensino temático e o ensino por projetos.


3.3 UTILIZA O MODELO DA INSTRUÇÃO DIRETA

Para ensinar seus alunos, o professor recorre a diferentes modelos instrucionais. Qualquer que seja o modelo escolhido, o professor deve possuir importantes habilidades como: manejar e organizar a classe, planejar, estruturar e coordenar as atividades dos alunos. A instrução direta é um modelo instrucional eficaz, voltado ao ensino direto das aptidões básicas na resolução de problemas. As experiências de aprendizagem dos alunos são, em grande medida, estruturadas pelo professor.


Espera-se do professor que:


• adapte os seus modelos de ensino às capacidades dos alunos;
• formule claramente os objetivos de aprendizagem;
• estruture suas aulas passo a passo, com clareza, e mostre também aos alunos os passos necessários para aplicar com sucesso o que foi aprendido;
• explique claramente aos alunos o que se espera que eles aprendam;
• faça perguntas com alguma regularidade para avaliar o processo dos alunos, bem como verifique se eles realmente estão compreendendo o assunto ensinado;
• ofereça tempo suficiente para que os alunos se exercitem e pratiquem o que foi ensinado, encorajando-os e dando feedback regularmente;
• incentive os alunos a exercitar algumas habilidades tantas vezes quantas foram necessárias, até que se transformem em automatismo;
• supervisione os alunos quando estiverem trabalhando;
• avalie regularmente o trabalho dos alunos, junto com eles;
• selecione conteúdos adequados para os alunos com desempenho acima da média.


3.4 DOMINA O MANEJO DE CLASSE



O sucesso do ensino depende muito da forma como o professor organiza sua classe. Para as turmas constituídas por grupos heterogêneos, uma boa organização é ainda mais importante do que para os grupos homogêneos.
Um planejamento adequado e uma boa organização didática contribuem para que os alunos desenvolvam um comportamento orientado à execução de tarefas.


Espera-se do professor que:

• preveja eventuais situações problemáticas, o que lhe permite tomar decisões adequadas diante de tais situações;
• recorra a formas diferenciadas de ensino, criando uma atmosfera de trabalho positiva e estimulante na classe;
• deixe tudo muito claro para a classe, estabelecendo regras e compromissos junto com os alunos;
• organize o espaço da sala de aula de maneira que este contribua significativamente para uma atmosfera de trabalho produtiva.


3.5 AUXILIA OS ALUNOS A APROVEITAR BEM O TEMPO DE APRENDIZAGEM DEDICADO À REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ESCOLARES

O professor conhece a forma como os alunos utilizam o tempo dedicado ao estudo. Sabe que o tempo de estudo efetivo influencia muito o nível de aproveitamento dos alunos. Assim, organiza esse tempo de tal maneira que ele seja utilizado com o máximo de eficácia.


Espera-se do professor que:

• saiba como desenvolver nos alunos uma atitude dirigida à execução das atividades e tarefas escolares;
• descreva o que significa um “comportamento dirigido à execução das tarefas” e um “comportamento não dirigido à execução das tarefas”;
• prepare atividades e tarefas que proporcionem aos alunos oportunidade de experimentar sucesso;
• disponha de materiais de apoio em quantidade suficiente e em lugar a que os alunos tenham fácil acesso;
• planeje cuidadosamente a organização das atividades escolares;
• ajuste as atividades didáticas aos objetivos definidos;
• planeje as atividades dos alunos, ajustando-as a seu nível de desenvolvimento e a seus interesses;
• ofereça instruções claras e abra possibilidades para que trabalhem de forma independente.


3.6 PLANEJA SUAS AÇÕES


À medida que o trabalho torna-se mais complexo, aumenta a necessidade de planejamento. Ao desempenhar suas atividades, o professor lida com planos diários, semanais e anuais. Existem as linhas didáticas, os planos didáticos e o Plano Diretor da escola. Planos de ação especialmente desenhados para as necessidades de cada aluno, em particular, vão-se tornar cada vez mais comuns.

O trabalho escolar requer um comportamento muito sistemático. É necessário, no entanto, manter alguma flexibilidade, deixando espaço para o imprevisto e para ocasiões em que os próprios alunos possam planejar.


Espera-se do professor que:

• elabore planos diários, semanais e um plano anual;
• elabore planos de ação específicos para alguns alunos;
• trabalhe em equipe para desenvolver uma linha didática e implementar componentes do plano da escola;
• possua flexibilidade na planificação e encontre-se entre o comportamento de planejamento e a ação espontânea, intuitiva, abrindo espaço para a improvisação.

Fonte
Este texto foi reproduzido da publicação “Pequenos Passos Rumo ao Êxito para Todos” da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo 

Nenhum comentário: