Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

O que é um lar?

Estive ausente por um tempinho, espero que tenham percebido e sentido a minha falta, rrss. Estava me mudando de casa. 
Ninguém merece uma mudança.Quanta desordem, quanta bagunça, meu Deus! Quanta coisa vamos acumulando ao longo da vida, quantas lembranças boas e agradáveis alguns objetos nos trazem, de lugares e viagens que fizemos, de pessoas que passaram por nossas vidas, de amigos muito especiais, de nossos pais, e até aqueles desenhos "lindos" que nossos filhos foram fazendo ao longo dos anos, e graças a Deus melhorando, apesar de que a gente sempre achou tudo muito  lindo, não é?
Por 3 dias estive envolvida nessa atividade, de sair de uma casa e passar para outra praticamente ao lado, fruto de um sonho e de muita luta, mas, agora uma casa da "Barbie", como disse meu filho Matheus(pintamos de flamingo as paredes e de cerâmica o piso do pátio e quintal, ele disse que ficou tudo rosa, kkkkk.).
De repente, me vi livre de tudo que me acumulava nos últimos dias: o acabamento da obra, os pedreiros, o piso, as peças do banheiro que vieram trocadas, o portão que ficou só com 2 controles , o gesso do teto que não tem o formato que escolhi,  o pintor que adoeceu, e etc e tal. Enfim, chaves na mão... E, aí, bateu uma ansiedade, um desejo de colocar tudo no lugar, de ver o meu lar "funcionando" novamente. 
Àrdua tarefa que só quem já  se mudou consegue imaginar como é.
Bom, com o final dos trabalhos, me sobrou "apenas" o lar... E fiquei me perguntando, o que é de verdade um lar?
Existem milhares de boas definições para um lar, mas, eu vou ficar com a mais simples de todas, ditas por meu filho Pedro: Mãe, como é bom estar em casa outra vez!
Isso é um lar, um lugar onde você se sente acolhido, protegido, amado. Independente de sua aparência estética, um lar é um ninho, um ninho de amor de uma família. Que lindo, ter um lar!
E, só, depois, de tanta correria e de tanta expectativa me dou conta que eu sempre tive a "casa dos meus sonhos", o meu ninho, o meu lar.
Não tem preço ter uma família, ter filhos, estar juntos numa empreitada, compartilhando cada momento, dividindo tarefas, pertubando um ao outro com uma infinidade de: onde está isso, pega aquilo pra mim, a não esse quarto é o meu... Que gostoso!
Minha filha, Nathany, traduziu esses ultimos dias assim: - Mãe, eu estou na capa! O que significa na linguagem dela que está cansadíssima e que "trabalhou" duro para organizar seu quarto e se preocupou demais onde deixaria seu violão e sua coleção de revistas e CDs das bandas prediletas.
Que gracinha! Ficou tão fofo, em seu aparador colocou uma fotinha minha e dela no Guarujá, me emocionei com o carinho da lembrança.
E como tudo me remete a educação, fiquei imaginando as crianças que não possuem um "lar", que não tem a proteção de um adulto, que estão nos abrigos e orfanatos a espera de uma família, e a cada dia fica mais distante de seu sonho, pois, o tempo é seu grande inimigo por que  os bebês e crianças menores de 02 anos tem a preferência nacional dos candidatos a pais.
Um filho é a maior dádiva divina . Na verdade não é uma dádiva, mas o empréstimo de uma vida. Este precioso empréstimo traz consigo muitas responsabilidades. Aos pais e educadores  cabem a responsabilidade não só de cuidar deles física, mental e socialmente, mas também de sua educação espiritual. A orientação que a palavra de Deus dá aos pais quanto à criação de seus filhos é: “ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho, não se desviará dele”. (Pv 22.6). 

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."
Fernando Pessoa

Nenhum comentário: