Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Educar sempre buscando promover a PAZ!




Líderes da Paz

Ao abrirmos , diariamente, os jornais nos deparamos com notícias sobre fatos violentos, próximos ou distantes de nós, que nos colocam em situação de impacto emocional pela gravidade do que é descrito. Muitas vezes, somos atingidos por um sentimento de indignação e por uma sensação de impotência, diante dos fenômenos que estamos presenciando .

Tomamos conhecimento desses fatos não só ,através da mídia ,mas ,também na família ,em ambiente de trabalho e em rodas de amigos .
Acompanhando a sensação de impotência que nos atinge aparece ,também , o questionamento sobre nossa responsabilidade frente a eles . Surge ,então , a pergunta : o que fazer ?

Fica evidente que estamos vivendo em uma cultura de guerra e de violência .A dimensão cultural da violência ou seja, como criação humana, ligada ,portanto , ao ato de ensinar , aprender e educar ,abre caminhos que apontam para a possibilidade que temos de poder transformar esse cenário, abandonando o lugar de espectadores passivos da cruel realidade que está pondo em risco a sobrevivência da humanidade .

Outro argumento a considerar é que as violências não são fenômenos naturais, assim sendo , está em nossas mãos transformar a cultura da violência em uma cultura de paz .A paz é o contrário de violência ,sendo necessário que as reflexões sobre paz e violência sejam realizadas ao mesmo tempo . Como a violência, a paz é ,também , um fenômeno complexo, tendo uma dimensão cultural ,ligada ao ato de ensinar e de aprender .

A paz não é um estado doado, mas sim construído,colocando-nos como sujeitos e seus construtores .

Carlos Rodrigues Brandão ,afirma que a paz é “ uma criação do exercício generoso do diálogo entre as pessoas que não pode ser outorgado. Um dever de direitos que nos cabe ,porque somos individual e coletivamente responsáveis,seres da sociedade ,dos povos e nações da terra “ (BRANDÃO ,Carlos Rodrigues. Em campo aberto:escritos sobre educação e a cultura popular. São Paulo . Cortês ,1995,p.48 .)

A construção da paz exige não só o comprometimento pessoal mas também a ação coletiva ,ou seja, o agir em concerto. A paz se constrói a partir do poder que cada um tem mas que precisa ser fortalecido . O empoderamento[1] de cada um e da ação coletiva no combate à violência e em prol da paz pode ser reforçado pelo conhecimento da ação de pessoas que dedicaram suas vidas a esta causa , legando exemplos a serem seguidos .Esses exemplos apresentam idéias , métodos e conquistas que apontam para um maior êxito do caminho a percorrer ,no presente , para atingir o que se busca ,na construção da paz .

Na impossibilidade de citar todos os que se notabilizaram , na luta contra as violências e na construção da paz –homens ,mulheres e crianças , em todos os cantos do planeta ,foram selecionados alguns para que suas histórias constituam-se em fonte inspiradora para“ forjar um mundo de justiça ,solidariedade,liberdade,dignidade,harmonia e prosperidade para todos “
( Manifesto 2000-Por uma cultura de paz. Pessoas premiadas com o Nobel da Paz .UNESCO )

.Entre os líderes da paz , destacam-se :

Mahtama Gandhi (1869-1948 )- Gandhi foi um indiano que lutou contra o sistema de castas e pela independência da Índia contra o domínio britânico . Ele lutou através da não-violência que consiste na recusa da violência , como forma de resolver os conflitos, e a adoção do princípio da verdade e da justiça .Gandhi congregou o povo indiano a resistir deforma pacífica contra os tribunais e às leis recentemente impostas .

Entre as medidas tomadas cita-se : indianos recusaram a cargos públicos ,crianças foram retiradas de escolas oficiais ,produtos estrangeiros foram boicotados e foi realizada uma marcha até o mar para a extração do sal ,desobedecendo às leis britânicas . Foi assassinado em 30 de janeiro de 1948 .

Bertrand Russel (1872-1970)-Foi escritor e filósofo inglês que ganhou o premio Nobel de Literatura . Na Primeira Guerra Mundial lutou contra o serviço militar obrigatório e contra a participação de pessoas na guerra ,sendo preso por esta razão .Participou dos movimentos contra as armas nucleares .

Martin Luther King Jr. (1920- 1968 ) Advogado americano e pastor batista lutou contra discriminação racial , através da não-violência . Conseguiu o fm da segregação contra negros, nos Estados Unidos . Recebeu o premio Nobel da Paz em 1964 .Em um famoso discurso diz :...Eu tenho um sonho que meus filhos viverão um dia numa nação onde não seriam julgados pela cor de sua pele ,mas sim pela virtudes de seu caráter ...Song Kosal –Foi uma criança que acompanhava sua mãe e irmãos nas plantações de arroz do Camboja ,na Ásia e ao pisar em uma mina terrestre perdeu uma perna .Passou a lutar por um mundo sem armas . Em 1997,no Canadá ,assinou o Tratado dos Povos contra as Minas Terrestres . Lançou a campanha mundial - Juventude Contra a guerra .Atualmente, ela é a embaixadora da Campanha Internacional para a Eliminação das Minas Terrestres,viajando pelo mundo inteiro, exortando pessoa a lutarem contra as minas terrestres .

Herbert de Souza ,o Betinho (1935-1997 )-Atuou na década de 50 como líder estudantil defendendo os direitos dos operários . Lutou contra a ditadura militar e apoiando as lutas sociais . Militou na Ação da Cidadania contra a Miséria e pela Vida que foi lançada em 1993 com o seguinte postulado : “ Não se pode viver em paz em situação de guerra. Não se pode comer tranqüilo em meio à fome generalizada . Não se pode ser feliz num pais onde milhões se batem no desespero do desemprego,da falta de condições mais elementares de saúde,educação ,habitação e saneamento. A insanidade de um país que marginalizou a maioria deve terminar agora.Devemos criar em todos os lugares a ação da cidadania em luta contra a miséria e pela vida “.

As pessoas que desejam conhecer mais sobre os líderes citados e outros ,podem realizar pesquisas divulgando-as ,através de peças teatrais, teatros de fantoches, criados ou não pelos alunos . Podem, também, organizar debates, palestras , exposições de fotografias , de textos, de desenhos e pinturas dos temas pesquisados . E promover campanhas , cujos focos sejam inspirados nas ações realizadas por pessoas que lutam ou lutaram pela paz .


Bibliografia

BRANDÃO ,Carlos Rodrigues. Em campo aberto:escritos sobre educação e a cultura popular. São Paulo . Cortês ,1995,p.48 .GUIMARÃES,Marcelo Rezende .Cidadãos do Presente : crianças e jovens na luta pela Paz. São Paulo: Saraiva, 2002.

Beatriz Didonet Nery
Mestre em Educação – ONG Educadores para a Paz

2 comentários:

Ebrael Shaddai disse...

Quando buscamos educar um filho, aquele ensinamento deve ser seguido por nós como primeiros praticantes. Não adianta eu colicar meu filho na catequese, onde se ensina a não cobiçar a mulher do próximo (isso pode dar tragédia) se ele me ver pulando a janela da vizinha.

Nem mesmo dizer, não vale nem a tentativa, dizer q a guerra e suka se eu me esbofetear com o vizinho por um pedaço de papael q voou do quintal dele para o meu...

Exemplos são os mais importantes meios de educação, tanto q se o pai e o filho forem surdo-mudos, bastará a ação exemplar para q o ensinamento seja incutido, apenas o gesto...

Xênia da Matta disse...

Parabéns por seu comentário. falou tudo em poucas palavras. Obrigada por participar.
Volte sempre!
Bjux e sucesso!