Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Declaração de raça


Declaro para os devidos fins que sou negra, conhecida por alcunha de mulata, termo dado a mistura da raça Negra com a raça Branca, derivado da palavra mula, forma como se tratavam os negros durante a escravidão e como muitos ainda são e se permitem ser tratados.

Declaro também que pelo fato de minha pele ser marrom, meus cabelos crespos cacheados, meus traços fugirem do padrão de beleza ditado pela sociedade, mídia e moda tenho plena autonomia para afirmar que o racismo ainda existe.

Diante de tal relato, afirmo também que esta declaração é prova que não me curvo diante do racismo, que não me julgo inferior, que assumo cada traço do meu rosto e da minha história.

Nos últimos anos, ser racista foi reconhecido como um defeito, se assumir racista é ter complicações com a justiça, que o considerou crime inafiançável, expor um negro a qualquer situação discriminatória é constrangimento infalível e recriminado de qualquer ciclo social, criou-se cotas para negros nas universidades, nos anúncios de emprego disfarçaram a discriminação racial com as palavras boa aparência, tais precauções só vem reforçar que o racismo é muito freqüente, e que os negros precisam da lei para protege-los de ofensas, precisam de cotas para vencer a concorrência desleal e classista nos vestibulares, precisam de escova progressiva para entrarem no quesito boa aparência.

O racismo era notório e designava-se adiante mórbidos ataques de rejeição, incompreensão e exclusão, hoje ele é faceiro, os negros podem entrar nos restaurantes chiques, mas não tem meios de pagar a conta, podem se hospedar em hotéis cinco estrelas, mas não dispõem de verbas para as diárias; podem estudar em boas escolas, mas não tem como pagar as mensalidades; podem aparecer na mídia, mas não podem ser o galã ou a mocinha da novela das nove. Até o conceito de autodiscriminação é racista, a grande massa considera chapinha e plástica no nariz embelezamento, porém diz ser o cúmulo do auto-racismo a paixão inter-racial, como se fosse possível escolher por quem se apaixonar.

O que dita a abominável condição de mais de 70% dos negros na sociedade é a não oportunidade, sem educação de qualidade, caríssima diga-se de passagem, o negro não tem condições financeiras para chegar a altos patamares e cargos, saímos das senzalas e fomos às favelas, precisamos “matar um boi por dia” para sobreviver e vencer a guerra contra o preconceito, que vem de berço, ou melhor, da falta dele.

Não costumo me curvar a estatísticas, pois as mesmas são desanimadoras; A exacerbada maioria, de alunos nas escolas públicas, é de negros, nos empregos assalariados, é de negros, nos bairros de periferia, é de negros, e isto não é demonstração de inferioridade intelectual, pois somos tão inteligentes e capazes quanto pessoas de qualquer raça.

Por fim, declaro que não aceito comentários mórbidos disfarçados pelo preconceito atual de “elogios”, como: “você é menos escura que tal pessoa”, “seu cabelo é melhor do que o de fulano”, “seus traços são mais finos do que o de cicrano”; Pois não defino sequer como elogio qualquer palavra e/ou atitude que menospreze e diminua a minha raça.

Este é o racismo contemporâneo, doença que vem se alastrando pela sociedade, e que todos os cidadãos munidos de conhecimento, dignidade e respeito deveriam combater independente da raça e da cor da pele.


Tiara Sousa,
São Luís - MA - por correio eletrônico
Endereço eletrônico:
tiarasousa@ig.com.br

11 comentários:

Banco de ideias disse...

Xênia,
O racismo não é crime mas uma tremenda burrice, o Brasil jamais será o "país do futuro" deixando de aproveitar o potencial de metade de sua população.
Há um "elogio"(?) que me deixa puto da vida: "você é negro mas tem alma branca".
abração/humberto

Aumenta visitas disse...

Bem interesante, Eu gostei do conteudo do texto, diferente.

Xênia da Matta disse...

Obrigada, amigos, voltem sempre. É ótimo tê los aqui conosco.
Bjux

Marcos disse...

Sou "branco", casado com uma "negra" e EU POSSO DIZER QUE NÃO SOU "RACISTA", Mas para a "MULATA" que escreveu o texto digo uma coisa, os mais PRECONCEITUOSOS são os "negros", minha esposa diz que JAMAIS namoraria um NEGRO, meu cunhado só quer namorar louras, e quando vê uma "negra" torce o nariz, e ele é "negro", eu vejo no meu dia a dia, que os negros tem muito preconceito, e não me venham falar que eles agem assim por causa da sociedade que ensinou isso a a eles. Sobre regime de COTAS nem vou comentar, isso sim é preconceito, ou não existem "brancos" pobres? Existem preconceito SIM de "brancos" contra "negros" mas oque quero dizer é que os mais preconceituosos são os próprios "negros". Aspas não para marcar palavras relacionadas a raças, pra mim só existe raça humana.

Xênia da Matta disse...

Valeu, Marcos,
Obrigada por comentar.
Bjux e volte sempre!!!

Carlos: disse...

Realmente o Marcos falou tudo: pra mim só existe raça humana.

Arthur Miller disse...

O racismo é coisa do passado, não vivemos no passado e mesmo assim sem nenhum motivo é cutucado diversas vezes com argumentos simples e repetivos aonde não chegam a lugar algum. Você diz que negros não podem ser miçinhos e moçinhas da novela das 8 ou das 7 eu te digo que a proxima novela das 8 será com uma atriz negra, modelo e rica; “Viver a Vida” de Manoel Carlos, com Taís Araújo no papel principal. Não viva o passado que já foi por um tempo tenebroso, hoje somente tolos cultivam o racismo e discriminação com gays e religiões.

Marcos disse...

Só complementando, eu tenho é inveja, acho linda a mistura brasileira, minha mulher é linda, meu cunhado é bonitão, modelo. O preconceito ainda existe, mas a gente com calma vai superar isso, o Brasileiro é preconceituoso, é não é só pela cor, é por opção sexual, Status Social etc... um dia a gente chega lá, espaços como este são super importantes.

PS.: Adorei a educação e o respeito sobre a minha opnião, da Xênia. Tá vendo Xênia, a gente está aqui CONVERSANDO numa boa sobre um fato polêmico, legal isso né? Mas vc vai ver ainda vai aparecer um doido mais radical para esculachar o papo que está tão legal :-)

Anônimo disse...

Aaaaa ta bom Marcos, agimos assim porque?

Vou te responder: o PIOR racismo que existe esse que impera no Brasil, o racismo SOCIAL onde realmente esse flagelo esta enraizado profundamente em nossa sociedade, você tem toda razão, eu sou um exemplo disso, sou Mulato casado com uma Branca, você tem razão também, quando via um NEGRO com traços fortes africanos em alguma situação ascendente socialmente falando torçia o nariz, imaginava, o que essa pessoa o é para estar naquela situação (Jogador de Futebol, Cantor de Pagode?!), era estranho.
Imaginava ir a um consultório medico e dar de cara com um especialista Negro, imaginaria "Será que tem capacidade de dar-me um diagnostico preciso".
Então não me venham com essas afirmações HIPOCRITAS porque esse racismo enraizado socialmente no Brasil existe sim.
Cresci sem ter ícones negros para que possa me identificar, na mídia o negro esta ali, ou para preencher a cota, ou para fazer o papel de Empregadinha ou mesmo ser o motorista bonzinho do patrão todo poderoso, Branco.
Dificilmente vemos um negro em destaque nessa mídia podre que faz união e nos atinge tão fortemente com essa propaganda pró RACISMO.
Negro so aparece na mídia na forma de “DESTAQUE” em escola de SAMBA, e olha que hoje em dia a maioria dos destaques são Brancos e Brancas, então ate no carnaval estamos perdendo espaco, so nos restando a Cuíca, Cavaquinho e o pandeiro.
Me dói o coração em assistir o noticiário diário, e na leitura da noticia policial da vez, vejo estampado, emparedado na maioria das vezes NEGROS bandidos, como não ter preconceito não é mesmo?.
Então onde estão os meus ícones?
Onde estão os meus Ídolos?
Onde estão os meus Doutores?
Onde estão os meus Heróis?
Vou te responder, todos eles estão travestidos de brancos, o que a sociedade me ensinou é que ser BRANCO é legal, Descolado e ser negro é MARGINAL, POBRE, isso sempre direta ou indiretamente esta estampado a todo instante na minha frente, seja pela mídia falada ou escrita.
Então BASTA vamos assumir essa porra de RACISMO de uma vez por todas e tentar atacar o problema de frente.

Não vou me ater aos detalhes de o porque dessa marginalização tamanha e tremenda dos negros hoje no Brasil, até porque é so abrir os livros de História e ler o pouco que se tem contado sobre a escravidão a que essas antepassados passaram.


Abraços.

Lincoln Wallace Procópio
lincoln_daniele@hotmail.com

Xênia da Matta disse...

Olá, amigos,
Fico feliz que o Blog Cuca super Legal, tenha aberto este espaço para discussão de um tema tão polêmico na nossa sociedade.
Concordo com o Lincoln quando diz que no Brasil o preconceito é camuflado.
Infelizmente ainda é um fato. Somos um povo vindo da miscigenação de raças, ninguém aqui é 100% branco e nem 100% negro, ou índio, ou português, ou Japonês, ou italiano, por que agora já somos globalizados, rrss...
Mas, acho muito legal, que cada um venha e exponha o seu ponto de vista.
Sejam sempre bem vindos.
Olha Marcos não precisa agradecer, sua opinião é muito importante para nós.
Bjux a todos e sucesso!

Tiara Sousa disse...

Olá Xênia. Adorei ver meu artigo no seu blog, foi uma grata surpresa. Convido você a conhecer o alternativosim.blogspot.com, meu blog.
Li os comentários, que gente inteligente, gostei!
Gostaria de esclarecer que o texto foi escrito no início de 2008 e a Taís Araújo ainda não era a Helena da novela, que bom que as coisas estão melhorando. Que sim, infelizmente muitos negros são racistas, mas um texto é pouco para abranger todos os aspectos do racismo, tanto que nem falei dos índios, ainda tão discriminados. E quanto a raça humana, sei que o conceito de raças não foi criado com boas intenções e que houve a intenção de hierarquia, mas chamando negro pessoas da raça humana com tais características que cresceram em meio meus bisavós, avós e pais, então não desconsidero os termos. Mas gosto de quem debate, analisa, e até descorda. Até!