Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Precisamos educar para Sensibilizar O Olhar Para O Idoso


Lendo algumas matérias que denunciam maltratos contra os idosos, me lembrei de um livro que li no ano passado que propõe a sensibilização do olhar para o idoso. O livro do médico e professor universitário de Marília, Ricardo Komatsu, aborda questões fundamentais da sociedade em relação aos idosos. O professor realizou uma pesquisa que mostra que a educação, com base na sensibilização do olhar para o idoso, gera resultados concretos e contribui para a formação de indivíduos conscientes da importância do tratamento com a terceira idade.

Antes de qualquer coisa, Komatsu relata que é preciso uma aproximação dos estudantes com a pessoa idosa. Para isso, ele sugere mudanças na metodologia de ensino. A formação dos cidadãos e profissionais oferecida atualmente nos ensinos fundamental e médio inibe a capacidade criativa dos estudantes ao oferecer a aquisição passiva do conhecimento, não aliando o conhecimento (teoria) à experiência (prática). Essa metodologia dificulta a formação de um cidadão mais humano e reflexivo.

É preciso perceber que a terceira idade se configura hoje como um mercado crescente e cada vez mais promissor no mundo dos bens de consumo, da cultura, do lazer, da estética, dos serviços de prevenção, atenção e reabilitação da saúde. Ou seja, esse público está em todos os lugares e, infelizmente, o que se observa no sistema de ensino brasileiro é a ausência de disciplinas voltadas para o envolvimento dos alunos nas questões sociais, que envolve o público idoso. Os estudantes não estão em contato com o público que vai fazer parte da sua vida profissional. Os idosos, que são cada vez mais a maioria da população, são um exemplo.

Como resultado de um aprendizado alheio à realidade social, crescem os casos de discriminação e desrespeito para com os idosos. Se a iniciativa em introduzir uma disciplina humanitária, baseada na convivência e experiência, fosse aplicada por todos os educadores, o tratamento para com os idosos seria diferente. Eles certamente teriam o mesmo tratamento que uma pessoa jovem. A discriminação seria abolida e, assim, eles ocupariam um lugar digno na sociedade.

2 comentários:

Altemar Rocha disse...

Qualquer iniciativa visando o bem do idoso é muito bem-vinda.
Realmente a educação de nossa sociedade num todo pode fortalecer o cuidado e o respeito ao idoso.
Ótimo post e muito bem lembrado.
Abçs.

Xênia da Matta disse...

Seria muito produtivo se todos nós amparássemos nossos idosos.
Bjux e obrigada!
Sucesso!