Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

sábado, 22 de agosto de 2009

A saúde moderna: obsessão pela vaidade.



Tem um tema me preocupando extremamente, que é a saúde. Não estou falando aqui das pandemias mundiais, da nova gripe, das estatísticas alarmentes do uso de crack, nem mesmo da disseminação do vírus do HIV que está voltando a pauta pela imprudência de muitos jovens e adultos.
Falo do culto pela beleza, pela vaidade desmedida, pela alimentação restritiva, da falta de prazer que muitas pessoas sentem por terem que comer apenas granolas, linhaça, sementes de escambal e etc..
Que caos é esse? Não consigo entender. Tem muita gente que no café da manhã, come granola orgânica, feita em casa com amêndoas orgânicas picadas e tomam uma xícara de chá orgânico de equinácea. O intestino dessas pessoas talvez tenham até bícepes, o umbigo é capaz de grudar na coluna vertebral quando sorriem, se parecem mais jovens que os filhos adolescentes, mas é uma atitude saudável realmente?
Atribuo essa falsa noção de saúde a industria do medo de envelhecer. Por que não é normal envelhecer?
Todos os especialistas se erguem contra as coisas que mais gostamos de comer: carne, pão, batatas, frango, bolo, doces, todas as sobremesas, etc. etc.
Acho que concordam com uma alimentação aceitável de lentilhas amassadas e um pouquinho de capim para enfeitar.
Entretanto em meio a tanta bobagem e em nome do equilíbrio, nos massacram quando nos vêem comendo uma suculenta picanha e uma boa taça de vinho.
Há milhares de pessoas confiantes, inteligentes, e instruídas por aí que ainda caem no conto das campanhas de pânico alimentar e já fazem o exame de gordura corporal só de olhar uma costeleta de porco com pele e tem ataques de pavor se lêem "branco" e "molho" numa só frase. Ou se preocupam até enjoar com o que haverá exatamente nas bolhas de àgua com gás. Quem consegue se sentir o máximo quando não há nada na geladeira,, nada no prato e quase nada por cima dos ossos?
Vamos cuidar da vida. Comer umas costeletas. Elas combinam com salada e a gente pode deixar para outra hora o sorvete de chocolate.
Precisamos encontrar um equilíbrio, esse massacre sobre nossos ouvidos tem causado em nossos jovens as doenças mortais como anorexia e bulimia. E qual é o resultado prático?
Ao fim de 20 anos de campanha de saúde milionárias, continuamos bebendo como esponjas, não comendo peixe suficiente e fazemos refeições dignas de um lutador de sumô.
E digo por quê. Por que as campanhas de saúde nos fazem ficar tão ansiosos que acabamos buscando conforto nos chocolates.
E o bombardeio não para criam semanas de tudo: semana da consciência dos pelos do nariz, semana da consciência da Hérnia, semana da hemorróidas, semana da próstata, semana da irrigação do Cólon, semana da consciência do traga toda sua família toda.
Ninguém nunca sabe que semana é. Por que já está passando pela semana da consciência da prestação da casa própria, ou semana da consciência de visitar a mãe, ou a do lanche escolar dos filhos, ou a da vida real, e preferia que todo mundo baixasse um pouco o volume.
Afinal quem tem Hérnia já tem consciência disso. E quem não tem para que se preocupar? Mas, agora pensei melhor, talvez a semana da consciência da Leve simpatia seja a solução.
Bom, pelo menos somos adultos. Só podemos ir com o rebanho se nos permitimos a isso.

Bom fim se semana, moçada, com um bom churrasco regado a cervejas.
Bjux

Nenhum comentário: