Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Vanusa canta o Hino Nacional e é alvo de críticas por estar dopada ou bêbada.

Tem algumas coisas que eu sei sobre a cantora Vanusa:


1) Fez muito sucesso com a música Manhãs de Setembro.



2) Estrelou a novela Cinderela 77, ao lado de Ronnie Von, na TV Tupi.



3) É mãe da cantora Aretha, que encantava o Brasil nos musicais infantis dos anos 80 na Rede Globo.



4) É mãe do cantor Rafael Vanucci, vencedor da segunda Casa dos Artistas, do SBT.

O que eu não sabia é que Vanusa Santos Flores, nascida em Cruzeiro, no dia 22 de setembro de 1947, era adepta de bebidas ou outro tipo qualquer de drogas e  calmantes . 

Só isto explica o seu desempenho cantando o hino nacional durante um evento para o qual foi contratada. Ela foi convidada para a abertura do  I Encontro Nacional de Agentes Públicos, em São Paulo.


De tanto a mídia falar sobre o caso resolvi conferir e analisar sobre minha própria ótica o ocorrido. 
Foi realmente muito constrangedor para ela e para todos os presentes...

 Aos 2 minutos e 32 segundos,Vanusa desanda geral. O público aplaude, esperando que o hino parasse. Mas, ela num esforço sobrehumano tenta se concentrar e prossegue cantando, trocando palavras, inventando versos e interpretando de um jeito que só as pessoas embriagadas ou fora de si são capazes de fazer. Foi tão vexatório que se tornou inesquecível. E mais uma vez a desgraça alheia vai parar na internet e se alastra com uma velocidade impressionante.

No outro dia a cantora veio a público dizer que  o motivo do desandamento de sua voz e os erros da letra do hino que cantava acompanhando por escrito  ocorreu por conta de um remédio para labirintite.

A cantora Vanusa, de 61 anos, disse que  neste domingo que vai procurar seu advogado para tirar da internet expressões que atribuem a uma suposta embriaguez o motivo de ter errado a letra do Hino Nacional durante apresentação na Assembléia Legislativa de São Paulo, em março deste ano. Vanusa afirma que naquele dia tomou dois comprimidos para labirintite, o que a deixou repentinamente desorientada.

O fato que me deixa preocupada é a questão da solidariedade e da caridade. Perdemos totalmente o respeito pelo nosso semelhante, se ele é uma "celebridade" mesmo que decadente como é o caso de Vanusa, nos sentimos no direito de tripudiar, de julgar, de disseminar a maledicência.
Esquecemos da máxima do Cristo que nos ensinou: Na medida que julgares sereis julgado.
Não estou defendendo a cantora, nem questionado se ela estava bebada, drogada ou sob o efeito de medicamentos, o que estou tentando deixar aqui registrado é que não devemos nos juntar ao coro que apedreja mas, as mãos que acolhem e praticam o bem e a caridade.

Vejam o vídeo e tirarem suas próprias conclusões. Eu senti muita pena da cantora por ter passado por essa situação.



4 comentários:

arte-e-manhas.com disse...

Concordo contigo, Xénia!

Realmente vi o vídeo e uma enorme quantidade de posts sobre o assunto. Pareceu-me que a exploração gratuita desta situação agrada a muita gente. Infelizmente.

Abraços
Luísa

Xênia da Matta disse...

obrigada.
Bjux e sucesso!

Ricardo disse...

Se a Vanuza sabia que não estava bem de saúde, não deveria ter assumido a responsabilidade de participar de um evento público como aquele.
Foi uma vergonha para todos os presentes ao evento pagarem esse mico fenomenal.

Histórias & Estórias disse...

Sim, ela até poderia saber que não estava bem de saude, mas achou que daria conta! Quem de nós nunca errou? Quem de nós nunca foi a onde nunca deveria ter ido?

Tanto foi que ela estava fora de si, que ela continuou indo... Se fosse um lapso, ou bebedeira ela improvisava. Tem anos de estrada pra saber se virar.

O que aconteceu não tira em nada os méritos conguistados por ela.