Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Coisa que aprendi, mãe, quando você achou que eu não estava olhando...


Quando você achou que eu não estava olhando.. eu vi você pendurar meu primeiro desenho na porta da geladeira,
e imediatamente, entendi que o que eu fazia tinha valor pra você e quis fazer outros desenhos, e depois textos, poemas, blogs, etc..

Quando você achou que eu não estava olhando, eu vi você acolhendo pessoas que batiam na nossa porta em busca de roupas e alimento.

E aprendi o que era caridade.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi lágrimas em seus olhos,
e eu aprendi que, às vezes, coisas nos machucam,
mas que é permitido chorar.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você fazer para mim o meu bolo favorito,
e aprendi que pequenas coisas podem se
muito especiais na vida das pessoas.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você rezando e eu soube que há um Deus
com quem eu podia sempre conversar
e aprendi a confiar neste Deus.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu senti o seu beijo de boa noite.
Senti-me amada e protegida. Eu vi você fazendo comida
e levando para a vovó, para uma filha ou neto que estava doente.
Eu aprendi que todos nós devemos nos ajudar e cuidar uns dos outros.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você cuidar do papai, da nossa casa e de todos que moram nela,
e eu aprendi que temos que cuidar de tudo que nos foi dado.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu observava suas atitudes e atividades e
eu aprendi, como uma das maiores lições de vida,
que eu precisava aprender ser como você e ser
uma pessoa boa, acolhedora e produtiva quando crescesse.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu percebia você engolindo a dor de perdas irreparáveis para
nos acalmar e nos dar forças para prosseguir de cabeça erguida.


Quando você achou que eu não estava olhando,
eu vi você e o meu pai saírem todos os dias para orar na "Casinha do pão",
praticar o bem e a caridade e aprendi
que só através da caridade há salvação.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu sentia você colocando emplastros para acalmar
minha tosse que te atormentou por anos a fio e
aprendi que devemos ter tolerância e paciência com as enfermidades.

Quando você achou que eu não estava olhando,
eu olhei para você e quis dizer:
"Obrigada por todas as coisas que eu vi você fazer quando você
pensou que eu não estava olhando."

Obrigada mamãe!

7 comentários:

S. Levy Lima disse...

maravilhoso.
é uma dádiva de amor esse poema.
nem tenho palavras para dizer o quanto me emocionou.

abçs.

Nina_p disse...

Poxa, me emocionei ao ler este lindo poema, me fez lembrar da minha infância e do aconchego da minha mãe. Até hoje ela tem pendurado meus desenhos. Adorei! Abs

LL disse...

Muito bonito o teu poema Xénia.

Beijos
Luísa

Sandra F. disse...

Simplesmente emocionante, digo isso como filha e como mãe.
Beijos e força!

Xênia da Matta disse...

Obrigada meus amigos, é na dor que aprendemos a valorizar as pessoas que mais amamos... Bjux e obrigada pelo carinho de vcx.

WANDER.CHEF disse...

REALMENTE EMOCIONANTE!
A VERDADE É QUE MÃE, É COMO UM ANJO QUE DIA E NOITE, NOS PROTEJE NOS ENSINA E NOS MOSTRA COMO VERDADEIRAMENTE É AMAR.
NÃO EXISTE AMOR IGUAL A DE MÃE, NEM ENTREGA TÃO VERDADEIRA,.. FORÇA O DIA LOGO CHEGA, E COM ELE, TODAS AS BENÇÃOS DE DEUS!

DAS disse...

Nossa, que lindo!
Tão fofo!
Parabéns!
Abraços!
das