Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

A esperança muitas vezes é o único alimento da alma

Hoje recebi uma visita pouco convencional. Eu morei por 08 anos numa comunidade rural de difícil acesso que fica a mais ou menos 60 quilômetros da cidade de Sacramento.
Quando morei por lá, sempre procurei auxiliara as pessoas do povoado e também do entorno com toda informação que eu pudesse lhes transmitir.
Eu era praticamente única pessoa que podia acessar aqueles cidadãos aos seus direitos. E sempre que me procuraram eu me empenhava ao máximo para conseguir colaborar efetivamente. A maioria das vezes eram coisas muito simples, as dúvidas iam desde como tirar uma RG, um CPF, uma carteira de trabalho até métodos contraceptivos.
Outras vezes eram casos graves que me obrigava a tomar atitudes extremas tais como procurar a polícia ( que fica em Sacramento), levar pessoas feridas, esfaqueadas para o hospital, uma vez que lá não tem ambulância. Certa vez tive até que confirmar um óbito para que a polícia soubesse como agir, se enviavam uma ambulância ou uma funerária.
Eu me sentia muito útil a comunidade, e quando me perguntavam como conseguia morar lá, eu via todas as coisas que podia fazer pelo outro e me sentia em paz e feliz. Mesmo estando ali, mesmo ficando alguns dias sem água, outros sem energia e uma grande maioria sem telefone.
Em janeiro de 2008, por motivos pessoais "tive" que retornar a cidade, mas, não era o que eu queria, meus planos era ficar lá a vida toda...
Quando me mudei, fiz um cartão de visitas e entreguei aos meus "amigos", aqueles que realmente contavam comigo.
E foi uma delas que depois de quase dois anos me procurou para que eu a ajudasse. Sua casa está desabando e como ninguém enquanto governo tomou nenhuma atitude até agora, ela me pede que envie suas fotos para os Programas de TV do gênero, para que consiga uma moradia digna.
Olha, sinceramente, eu fiquei muito triste ao me deparar com a situação dessa minha amiga da zona rural de Sacramento, MG. É muito duro sentir se impotente  e foi como me senti...Que país esse nosso!!!
Abaixo o vídeo com as imagens de sua "casa".









É melhor atirar-se à luta em busca de dias melhores, mesmo correndo o risco de perder tudo, do que permanecer estático, como os pobres de espírito, que não lutam, mas também não vencem, que não conhecem a dor da derrota, nem a glória de ressurgir dos escombros. Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra não agradecem a Deus por terem vivido, mas desculpam-se perante Ele, por terem apenas passado pela vida.
Bob Marley





Um comentário:

Marcelo disse...

Acho que você tocou na questão.... Sentir-se impotente... isso é a coisa que mais dói. E as pessoas não venham com a história do beija flor não.. pois até eles tem limites e sua parte uma hora representa quase nada.
Abs