Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Crescimento emocional

A escala do crescimento emocional ou interior - Parte 1


Nem todas as pessoas se dão conta que o nosso crescimento interior é tão ou talvez até mais importante quanto o nosso crescimento físico.

O crescimento físico você vê. O crescimento interior você sente.

Quanto mais você cresce melhor você se sente, porque crescer resulta na conscientização cada vez melhor do valor de nosso mundo interior. É o sentimento que nos indica se a nossa vida vai bem ou não.

Imagine a escala do crescimento interior como uma escada de muitos degraus. Cada degrau acima representa um tipo de evolução e no topo da escada você encontra a emoção mais apreciada por nos, denominada amor.


Sentindo amor, você se abre para a vida, utiliza todo o seu potencial, sente uma grande harmonia interior, o que tem reflexos positivossobre o seu trabalho e a sua saúde.

Este sentimento positivo não é algo que aparece e desaparece.

Como somos seres vivos e não máquinas, é evidente que temos vacilações de humor, porém o sentimento de bem-estar, harmonia, que pode ser compreendido como a nossa conscientização da descoberta de nossa riqueza interior, permanece.

No topo da escada você é emocionalmente crescido e amadurecido e sente vontade de realizar algo em agradecimento.

Quem chegou ao topo da escada compreendeu sua ligação ao infinito e agradece sempre.

A nossa capacidade de compreensão é a chave para o nosso bem-estar e é ela que nos abre o mundo.

Compreender o mundo em sua totalidade
faz você sentir-se em casa.

Uma coisa da qual você deve conscientizar-se é que quanto mais degraus você sobe, tanto mais recua o sentimento que mantém presos os que estão nos degraus de baixo e que se chama medo.

À medida que o medo recua ou diminui,
a confiança em si se desenvolve.

Apesar de todos habitamos o mesmo globo terrestre,
os nossos mundos diferem.

O nosso mundo é criado dentro de nossa cabeça.

É o que compreendemos e sentimos que o cria,
e nossa reação é a nossa resposta.

Nenhum comentário: