Mensagem do dia

Estude! Saber é o maior diferencial que existe!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Ano novo - Feliz 2011 -



Neste ano que se inicia, abra os meus olhos,

os meus ouvidos, os meus 
sentidos
e o meu coração. 

Que eu veja além do comum.



Que eu enxergue, 
através dos homens,
o que há de melhor em cada um. 



Que eu ouça 
somente as palavras bonitas.



Que eu sinta apenas as coisas 
boas.



Que eu seja mais do que um simples mortal.



Que eu seja 
eterna como eterna deve ser a esperança. 



Que eu seja maior que a própria 
vontade de crescer. 



Que eu queira mais do que o próprio querer. 




Que eu seja mais do que esperam de mim.



Que eu possa expandir 
felicidade e perceber
na simplicidade o valor de todas as coisas. 



Que eu seja a semelhança do bem. 



Que todos que de mim se 
aproximarem
pressintam o amor que tenho a oferecer. 



Que eu nunca 
cobre nada dos outros,
mas cobre de mim. 

Que eu consiga me doar
sem 
esperar agradecimento. 



Que eu seja simples e grandiosa, como 
simples e grandiosa é a criação. 

Que eu permaneça voltada
ao que é bom e precioso - a vida em toda
a essência de sua grandeza. 



E assim, serei 
humana e feliz,
humilde e poderosa, amante e amada.

Estarei pronta e de 
braços abertos para colher os frutos
de um novo tempo, que espera mais 
compreensão e
tolerância de cada um para todos os seres do 
universo.



Assim, teremos a verdadeira comunhão entre o ser e
o mundo 
que o acolhe - todos os seres inteirados, 
respeitando o espaço comum. 
E o mundo ficará bem melhor
e eu terei feito apenas, uma parte de tudo 
isso.



Aquela pequena parte que poderá ser a grande diferença. 

Que eu tenha a felicidade de ver meus amigos e familiares
unidos em um só 
pensamento, o de amor, paz e harmonia.



Que eu tenha a felicidade de um 
ser privilegiado por sua
bondade de encontrar no ano que se inicia um mundo 
melhor para todos os seres do universo.



Então estarei em paz. 



Que assim seja!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O que desejamos para 2011?





Esperamos muito alcançar o sucesso em todos os setores da nossa vida. Desejamos saúde, paz, renovação, sucesso profissional, prosperidade, amor... Todos os nossos sonhos se renovam com o fechar de ciclo, com o renascer de um novo ano. Eu desejo a todos vocês um 2011 de bençãos. Escolhi para deixar como mensagem de esperança a letra de uma canção que considero magnífica, pois sem Deus nada somos e nada seremos. Só com a proteção divina somos capazes de vencer. Peça ao Senhor e Ele restituirá tudo que te pertence, tudo que é seu. Grande beijo de paz e luz.

Restitui
Composição: Toque No Altar



Os planos que foram embora
O sonho que se perdeu
O que era festa e agora
É luto do que já morreu
Não podes pensar que este é o teu fim
Não é o que Deus planejou
Levante-se do chão!
Erga um clamor!

Restitui!
Eu quero de volta o que é meu
Sara-me!
E põe teu azeite em minha dor
Restitui!
E leva-me às águas tranqüilas
Lava-me!
E refrigera minha alma
Restitui!...

E o tempo que roubado foi
Não poderá se comparar
A tudo aquilo que o Senhor
Tem preparado ao que clamar
Creia porque o poder de um clamor
Pode ressuscitar!...




terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Milho de pipoca




Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre... Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo,fica do mesmo jeito a vida inteira.

 São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas , de repente vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança uma situação,que nunca imaginamos: A dor. Pode ser fogo de fora: - Perder um amor - Perder um filho. O pai, a mãe - Perder um emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: - Pânico - Medo - Ansiedade - Depressão ou sofrimento cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: Apagar o fogo! 

Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade de grande transformação também. Imagine a pipoca fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente. Pensa que sua hora chegou: Vai morrer! Dentro de sua casca dura fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. Ai sem aviso prévio, pelo fogo a grande transformação acontece: Bom !!! 

E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente. Algo que ela mesma nunca havia sonhado. Bom, ainda existe o milho que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que por mais que o fogo esquente. Se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste. Já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria a ninguém...

Do livro” O amor que acende a lua” Rubem Alves

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Feliz Natal

Por volta de dois mil anos atrás viveu entre nós alguém que muito nos amava e que Se tornaria, indubitavelmente, nosso maior Modelo de vida.

Apesar da curta passagem como homem encarnado, Jesus deixou uma mensagem que cresceria através dos séculos. Hoje, numerosas religiões O têm como referência em quase todos os pontos da Terra.

Ele falou a todos sem distinção: pobres, ricos, poderosos, gente do povo. Não demonstrava preferências, escolhendo entre os Seus apóstolos pescadores sem instrução formal e homens letrados, como Mateus.

Escolheu entrar em casas de pessoas humildes de haveres materiais mas, também em casas de homens ricos, pois entendia que todos precisavam ouvir Suas palavras.

Valorizou as mulheres em uma época na qual elas eram consideradas uma posse dos pais ou dos maridos. Entre Suas seguidoras estavam Joana de Cusa, esposa de um homem do poder político da época e Maria Madalena, que mudou de vida ao conhecê-Lo.

Jesus usava ora palavras doces, ora linguagens figuradas, ora palavras mais duras. Recebeu, para dialogar, doutores da lei como Nicodemos a quem não negou ensinamentos.

Sua vida de pregação foi curta, mas Ele era um perfeito exemplo do que falava e, sem dúvida, isto impressionava a todos que O conheciam.

Em Seus últimos momentos não mostrou revolta ou desejo de vingança, ao contrário, pediu a Deus que perdoasse a todos, em uma imensa demonstração de amor.

Muitos dos primeiros cristãos, mesmo sem O terem conhecido diretamente, muito O amavam e não titubeavam em abdicar da vida física em nome Daquele a quem seguiam.

Joana de Cusa, no momento em que seria martirizada por meio do fogo, responde ao seu algoz que lhe perguntara se seu Mestre só a ensinara a morrer, dizendo que Ele também a ensinara a perdoar quem lhe tirava a vida.

* * *

Hoje, após tantos séculos, amar Jesus não nos faz correr riscos. Os tempos são outros.

Hoje, o grande desafio é viver conforme os ensinamentos de Jesus, em um mundo no qual vicejam o materialismo, o apego ao poder a qualquer custo e, no qual os valores morais parecem desconhecidos para muitos.

A decisão é pessoal: ninguém pode nos obrigar a segui-Lo, já não mais como apóstolos ou como mártires, mas como pessoas que valorizam a retidão moral e que sabem amar.

Sim, o grande ensinamento de Jesus foi o amor. Se amamos realmente a nós mesmos, não nos permitimos a autoagressão através dos vícios, sejam morais ou físicos. Se nos amamos, buscamos a educação moral e intelectual.

Se amamos nosso semelhante, nunca nos permitiremos a desonestidade, a raiva, a inveja e, muito menos, a indiferença.

Se amamos Jesus, buscamos a luz dentro de nós mesmos, compreendendo que viver é aprender a servir para o bem.

Não é difícil entender que para se viver com o Guia da Terra em experiência integradora, devemos desenvolver em nosso caráter o que existe de mais sóbrio, de mais lúcido e grandioso, engajando-nos na verdadeira educação.

* * *

Quando a educação do intelecto e do sentimento se constituir em uma rota bem aventurada para todos, a aproximação real com nosso Sublime Condutor se fará de maneira consciente, nobre e irreversível.

Reflitamos sobre Jesus e sobre a decisão de viver com Ele, na busca da felicidade real e duradoura!

Redação do Momento Espírita com base no cap. 22 do livro Educação e vivências, pelo Espírito Camilo, psicografia de Raul Teixeira, ed. Fráter
 

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

FÉRIAS !!!!

Que grata notícias para os estudantes... as férias estão chegando!!! Todos ficam contentes, não apenas os estudantes, mas também os atletas e os profissionais.

Planos para as férias... o adolescente faz já o seu por conta própria!!! Descanso merecido!!! O homem foi feito para trabalhar, mas para que possa render bem, deve descansar. Se somos responsáveis com o nosso corpo, devemos guardar o descanso cuidadosamente. Nos prepararmos adequadamente para começar o ano com o pé direito!!! E os responsáveis dobram sua reponsabilidade durante o descanso de seus filhos. É tempo de conviver mais intensamente, de participar de seus planos com mais esmero.
Mas... que planos são esses? Alguns proclamam... "exigência?? horários?? livros?? ... nem pensar!!! Farei tudo ao contrário!!! Vou passar as férias dormindo!!!" O que nos parece bastante justo...


Mas... será que os atletas pensam da mesma forma? Bem... possivelmente não. E por que? Porque os atletas sabem o esforço que fizeram durante o ano para melhorar alguns milésimos de segundo. Sabem que basta um único mes de desleixo, para jogar por água abaixo todas as conquistas daquele ano. Mas isto não significa que os atletas não tirem férias. Tiram, porque precisam descansar!! Mas estarão cuidando de manter a forma por conta própria, e/ou através da prática de esportes alternativos.

Os estudantes também são atletas!!! Têm como objetivo fazer com que seu corpo seja também capaz de proezas espetaculares. A memória, a habilidade com números, as ciências, a lógica, as letras, a música, são áreas específicas de nosso cérebro que estamos desenvolvendo para nos tornarmos no futuro profissionais de primeira linha. Mas não desenvolvemos somente o cérebro, mas também virtudes. O estudante se esforça por ter o mesmo domínio sobre si que tem o atleta, pois o corpo se rebela às exigências do estudo constante. Acordar cedo.. permanecer horas concentrado no estudo não é fácil.



E, como o atleta, fomos acelerando de tal forma nosso ritmo de trabalho durante o ano letivo, que nosso progresso é visível!!! E quando passamos pelas provas finais... que grande alegria nos dá termos cumprido nosso dever!!! Mas será que esta alegria justifica jogarmos todo nosso esforço pelo ralo?


Precisamos descansar das exigências da escola... mas sem nos deixarmos atrofiar. Devemos aproveitar o tempo de descanso para fazermos o que quisermos!!! Pois então, se tenho gosto especial por ciências... procurarei montar uma experiência alucinante, correrei as bibliotecas buscando me aprofundar em determinado assunto... lerei livros... biografias de homens que se desenvolveram nas áreas que me interessam, aprenderei outras línguas por conta própria... São tantas as atividades que podemos fazer durante as férias... diferentes ou não, mas somente coisas que eu "curto", que eu gosto, e que evitarão que meu cérebro esteja alguns milímetros menor por meses de completa inatividade.


E mais!!! Não darei tréguas ao meu corpo!!! Não me deixarei dominar pela preguiça!! Manterei o horário de acordar, arrumarei minha cama à mesma hora de sempre. Dormir à tarde... nem pensar!!! E não permitirei que a televisão monopolize meu tempo. Ao contrário, praticarei esportes, andarei de bicicleta, jogarei futebol, aprenderei um novo esporte, visitarei parentes de outra cidade por este Brasil afora.
E quando o ano novo se iniciar, terei acumulado tantos conhecimentos específicos que o colégio jamais abordará. E terei treinado minha vontade com mais rigidez do que exige o estudo. Começarei com o pé direito, em forma, com a cabeça fresca, e responderei às exigências de nossos mestres à altura!!!
Férias bem aproveitadas são férias produtivas, é descanso inteligente. Vamos preparar um plano imperdível para as férias!!!! Tempo de descanso também é tempo de crescer.



André Pessoa é pai de seis filhos, Mestrado em Orientação Familiar por Navarra, ministra cursos e palestras de Educação de Filhos desde 1995; Graduado pelo IME (Engenharia), Pós-Graduado pela PUC (Administração), FGV (Contabilidade Gerencial), ISE (Programa de Treinamento de Executivos) e Navarra (Orientação Familiar); Consultor da Accenture.